Instituto de Pastoral Vocacional comemora 27 anos em prol das vocações na Igreja


O Instituto de Pastoral Vocacional (IPV), fundado por iniciativa do Setor Vocações e Ministérios da Comissão Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) completará no mês de agosto 27 anos de atuação. Para celebrar a data, no próximo dia 15 de agosto, está programada uma celebração em Ação de Graças pelas redes sociais.  A Santa Missa Comemorativa será transmitida e poderá ser acompanhada pelo facebook da Paróquia e Santuário São Judas Tadeu, às 19h.



Fundado em 15 de agosto de 1993, no Centro Rogate do Brasil, sede atual do Instituto, o IPV desde o início surgiu com a ideia de convocar as congregações e os institutos com carismas vocacionais para que se conhecessem e vissem a possibilidade de juntar forças para servir a Igreja no campo das vocações. Padre Juarez Destro, atual diretor presidente do IPV, afirmou que ao longo destes 27 anos, com humildade e união, muitos frutos foram colhidos:

“A marca do IPV está, direta ou indiretamente, estampada nos vários eventos vocacionais significativos na Igreja do Brasil nos últimos 27 anos. A Escola Vocacional, hoje organizada por tantas outras instituições neste vasto país, é uma “marca-registrada” do IPV, que formou muitos animadores vocacionais. Os Congressos Vocacionais do Brasil (1999, 2005, 2010 e 2019) sempre contaram com a direta ajuda do IPV, seja na produção dos Textos-base e Documentos Finais Conclusivos, ou nos cursos de repasse em diversas regiões. A produção de subsídios, livros, celebrações, vídeos ou filmes vocacionais (o último foi premiado com o Margarida de Prata, em 2016 – “Despertar para Sonhar, o chamado que Deus faz a cada um”), tudo isso traz a marca e a qualidade do IPV”, garante o padre Juarez.

Também no mesmo mês, no dia 4 de agosto, por videoconferência, acontecerá a reunião anual do Conselho Superior do IPV, que será eletiva. Além dos relatórios da última gestão – triênio 2017-2020 – e também indicações de projetos ao triênio 2020-2023, serão eleitos o Presidente e o Secretário do Conselho Superior, e os membros da Diretoria Executiva: Diretor-Presidente, Diretor-Secretário, Diretor- Tesoureiro e três Conselheiros (um para cada Departamento de Atividades: Formação, Pesquisa, Comunicação e Marketing).

Padre Juarez, que também é assessor da Comissão para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da CNBB, disse que sua expectativa para a próxima gestão é que se continue o profetismo, a ousadia, o testemunho de vida, a intercongregacionalidade, a comunhão e a fortaleza. “Devemos estar atentos às novas mídias, sabendo fazer-se presente, e também às novas gerações, auxiliando no discernimento, animando-as a participar dos eventos específicos organizados a elas, como as missões vocacionais”, afirmou.

“Devemos louvar a Deus pelos 27 anos de serviço à Igreja no campo das vocações, agradecendo a tantos que se doaram nos cargos a que foram chamados, e, ao mesmo tempo, rezar para que o Senhor da messe envie mais operários e operárias ao serviço da própria organização estrutural do IPV, em vista de aprimorar ainda mais o seu serviço”, disse padre Juarez.

Missão

Na assembleia de fundação do IPV, em 1993, foram aprovados os estatutos e o regimento, indicada a diretoria executiva, planejadas as atividades e os serviços, culminando com a celebração litúrgica festiva. Em todo esse processo esteve presente dom Joel Ivo Catapan, SVD, à época bispo auxiliar de São Paulo, cognominado “o bispo das vocações”, falecido em 1999.

Padre Juarez afirma que desde então a missão do IPV continua a mesma do início, e que o slogan faz referência a isso: “Animar as vocações é a nossa missão”. “Uma tarefa nada fácil, que engloba algumas importantes dimensões, especialmente a formação, a pesquisa e a produção de subsídios. Os institutos religiosos que compõem o IPV se complementam”, afirma o padre.

“O específico de cada um contribui para a plenitude do todo. Na diversidade, há unidade. Cada carisma, acentuando o dom recebido, vai fazendo com que o corpo do IPV seja completo e responda plenamente à sua missão. A partir da identidade de cada um, percebem-se elementos que são indispensáveis ao serviço às vocações. A oração fortalece a ação e a missão dos que se empenham no trabalho e no cultivo das vocações, faz suscitar novos operários e operárias na Igreja. A oração, o trabalho e as novas vocações nascem da misericórdia e compaixão de Deus para com a humanidade. Na oração, no zelo, no despertar, no cultivo, na promoção, no apoio e no acompanhamento das vocações, o IPV concretiza seu objetivo de servir a Igreja do Brasil no campo das vocações e dos ministérios”, finaliza padre Juarez.

Fonte: cnbb.org.br


1 visualização
SOBRE NÓS

Somos uma paróquia com atividades espirituais e sociais, sempre clamando a Deus por um novo pentecostes e ouvindo o grito dos excluídos.

LOCALIZAÇÃO

(88) 9 9747 7581

Rua Antônio Muniz

Cruz/CE - CEP 62595 - 000

 

pascompsf2019@gmail.com

CONECTE-SE
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2020 Paróquia São Francisco de Assis, Cruz  - Ceará , Pastoral da Comunicação .